cocodeumbigada
.

A Banda Cultural Coco de Umbigada marca seu nascimento há 20 anos, retomando a tradição do Coco de Umbigada, originária da comunidade de Paratibe, no município de Paulista, na região metropolitana do Recife. No alb3século passado, os Mestres Coquistas João Amâncio e Zé da Hora realizavam ali a manifestação espontânea e tradicional conhecida no nordeste como Sambada de Coco. Esta celebração era realizada com os familiares e a comunidade local. Com a morte dos Mestres, o Coco se cala por quase 40 anos.

Em junho do ano de 1998, a musicista e articuladora social Mãe Beth de Oxum e seu marido o músico Quinho Caetés neto dos saudosos Mestres Coquistas, articulam toda a família e a comunidade, recuperam a secular zabumba ancestral, que era usada pelos Mestres e com muita autoestima todos voltam a realizar a Sambada de Coco na comunidade do Guadalupe, cidade de Olinda – PE.

Além de realizar as Sambadas, o grupo realiza shows de música e dança em todas as regiões do país. Se apresentou no Festival de Inverno de Garanhuns diversas vezes, na 29a Bienal de São Paulo (2011), do Encontro de Culturas Tradicionais da Chapada dos Veadeiros, em Goiás (2006), Bienal da UNE no Rio de Janeiro (2007), Festival del Caribe, em Cuba (2010), Expoidea 2012, em Recife, e Rio+20, Conferência das Nações Unidas sobre Desenvolvimento Sustentável(2012), Encontro de Coco de Olinda (2013), Festival Coco de Roda Zumbi Olinda (2014/2015), Virada Cultural de São Paulo (2015), Festival Latino américa Negra América (2015), Festival Canavial (2015), Festival Latinidades (2015), Festival de Cultura Popular Tradicional – Serra Talhada (2015), Encontro de Coco de Olinda (2016) Carnaval de Pernambuco (2016).

Desenvolvido por 3E.

Translate »